Honorários: Postal Saúde e Vivest conhecem demandas dos médicos para 2022

Na última segunda-feira, 13 de junho, a Comissão Nacional de Negociação - coordenada pela Associação Médica Brasileira e Associação Paulista de Medicina, com apoio das demais Federadas da AMB e sociedades de especialidades - se reuniu com representantes das operadoras Postal Saúde e Vivest.

Notícias em destaque

Na última segunda-feira, 13 de junho, a Comissão Nacional de Negociação – coordenada pela Associação Médica Brasileira e Associação Paulista de Medicina, com apoio das demais Federadas da AMB e sociedades de especialidades – se reuniu com representantes das operadoras Postal Saúde e Vivest.

Os representantes da Comissão apresentaram aos planos de saúde os itens da pauta de negociação do ano: reajuste de 10,65% no valor das consultas em consultório, mesmo valor em consultas presenciais e on-line, e solicitação de que as operadoras sigam a tabela de portes da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) no que se refere à remuneração dos procedimentos.

Além disso, em relação aos contratos que utilizam critérios pré-estabelecidos de reajustes, os médicos solicitam que o valor mínimo seja o IPCA pleno e, para o caso da implantação de novas formas de remuneração para os prestadores de serviços, é pedido que haja discussão prévia com as entidades médicas representativas – ficando também responsáveis pela intermediação de eventuais conflitos entre os médicos e os planos de saúde, como no caso de descredenciamentos, glosas etc.

O primeiro encontro on-line do dia 13 ocorreu na parte da manhã, com a participação de José Luiz Gomes do Amaral, presidente da APM, e dos diretores de defesa profissional Marun David Cury (APM) e José Fernando Macedo (AMB). Representando a Postal Saúde, estavam os gerentes Marcio Luiz Oliveira da Silva e Marcelo Dias do Patrocínio.

No período da tarde, Marcos Pimenta, assessor da Diretoria da APM, se juntou ao grupo dos médicos, que receberam os gestores da Vivest Nathalia Alves Silva e Mariana Carolina S. da Silva e os gerentes Marco Antônio Silva Souza e Junior Pereira.

Imagens: Reprodução Reuniões APM/AMB