Honorários: Comissão Nacional debate pauta do ano com mais duas operadoras

A Comissão Nacional de Negociação - coordenada pela Associação Médica Brasileira e Associação Paulista de Medicina - se reuniu na última segunda-feira, 20 de junho, com as operadoras Econumus e Care Plus, no intuito de apresentar a pauta do ano para as negociações com as operadoras de planos de saúde.

Notícias em destaque

A Comissão Nacional de Negociação – coordenada pela Associação Médica Brasileira e Associação Paulista de Medicina – se reuniu na última segunda-feira, 20 de junho, com as operadoras Econumus e Care Plus, no intuito de apresentar a pauta do ano para as negociações com as operadoras de planos de saúde.

A primeira reunião ocorreu às 10h, conduzida pelos diretores de Defesa Profissional, Marun David Cury (APM) e José Fernando Macedo (AMB). Representado a Econumus, participaram do debate Mauricio Aparecido Lopes, diretor de seguridade e os gerentes Eduardo Ramos de Lima e Ubiratan de Oliveira.

Durante o período da tarde, às 14h30, a Comissão Nacional recebeu os membros representantes da Care Plus, estando presentes os gerentes da entidade Fernando Guida Tartuce e Fernando Fernandes.

Os itens apresentados durante os encontros foram: o reajuste de 10,65% no valor das consultas em consultório, valendo para consultas presenciais e on-line e solicitação de que as operadoras sigam a tabela de portes da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM) em relação à remuneração dos procedimentos.

Ainda, sobre os contratos que utilizam critérios pré-estabelecidos de reajustes, os médicos pedem que o valor mínimo seja o IPCA pleno e, para o caso da implantação de novas formas de remuneração para os prestadores de serviços, é solicitado discussão prévia com as organizações médicas representativas – sendo também responsáveis por mediar eventuais conflitos entre os médicos e os planos de saúde, como no caso de descredenciamentos, glosas, entre outras situações.

Imagens: Reprodução Reuniões APM/AMB